terça-feira, 8 de maio de 2012

Hate You - Capítulo 23.


                Dois minutos depois Justin aparece pronto.
Jus:  Tenho impressão de que coloquei outras roupas neles.
Eu:  Aah, eles...se sujaram.  Comendo doce.
Justin riu e perguntou:  E onde você estava que não viu?
Eu:  Vendo TV, ué – ri junto.
Jus:  Nossa, você será uma ótima mãe.
Eu:  Pois é. E...madrinha dos seus filhos também – sorri de canto.
Jus:  Madrinha, tá louca? Impossível, você será a mãe deles. E serão lindos, iguais a você.
Eu:  Mãe, Justin? – sorri bobo.
                Ele confirmou com a cabeça e me beijou.  Pegamos as bolsas e fomos, era longe, portanto demoramos a chegar.  Descemos do carro e como era bosque não tinha muita gente, dei a mão pra Jaxon e Justin pra Jazmyn, deixamos as bolsas naqueles armarinhos e fomos caminhar.  Jazzy parecia gente grande contando das coisas que já passou na escolinha, e Jaxon falava tudo errado das broncas que Justin já havia lhe dado.  Chegamos ao playground e eles quiseram ficar brincando, eu e Bieber nos sentamos num banquinho perto deles e ficamos os observando.
Jus:  Imagina nossos filhos ali...
Eu:  Justin, acha mesmo que isso vai ser pra sempre?
Jus:  Se isso for amor, sim.  Eu acredito, e você?
Eu:  Sim, e eu quero que seja.  Não quero que tenha um fim.
Jus: Todo mundo tem, nós não seremos diferentes.  Mas vai ser um final feliz, você vai ver.
Eu:  Como tem tanta certeza? E se não for?
Jus:  Eu sei que vai ser. Eu te prometo.  Nós temos o principal, o amor, do que mais precisamos?
Eu:  Tem razão, mas e os obstáculos?
Jus:  Nos enfrentaremos, juntos.
Eu:  Vai mesmo conseguir me aturar?
Jus:  De olhos fechados  - sorri.
Eu: Então, como imagina um futuro pra gente?
Jus:  Imagino você usando minhas camisetas como pijama todas as noites.  Nós fazendo guerrinha de comida todas as manhãs com nossos filhos que seriam gêmeos.  Você queimando a comida sempre que tentar fazer algo, nós dois tirando fotos e eu te fazendo pagar micos em lugares públicos.  Nossos filhos dando os primeiros passos e falando as primeiras palavras, e quando já estiverem maiores nos acordando com gritos no quarto.  Continuaríamos com nosso jeito idiota de agir, e as pessoas ficariam se perguntando se somos um casal ou melhores amigos. Compartilharíamos todos os momentos, de tristeza, fraqueza, ou felizes.  Eu te amando cada dia mais e seu brilho aumentando a cada instante.  Envelhecemos juntos e por fim, estamos à beira do Star Lake com nossos netos e filhos.
                Ele me beija, calmamente, Jazzy vem até mim e pede pra ir no balanço. Eu e Justin entramos na deles e brincamos no parquinho.  Almoçamos num restaurante ali próximo e fomos ao shopping.  Demos umas voltas e compramos sorvetes.  As crianças entraram num lugar de desenho e eu e Justin nos sentamos novamente num banco perto.  Depois fomos ver um filme infantil, que foi legal, até a parte que nos expulsaram da sala pelo barulho e guerra de pipoca.  Passamos na casa de Scooter, jantamos e deixamos as crianças lá.  Chegamos no meu apartamento, ficamos namorando na sala até dar sono e fomos dormir.
                Acordei com Justin me chacoalhando de leve.
Eu:Mais 5 minutinhos.
Jus: Nem 1, anda acorda.
Eu:Ok. O que vai ter de tão especial hoje?
Jus: Você vai conhecer minha mãe e vamos viajar.
Eu:Haha – soltei uma leve risada.
Jus:É sério sua boba, vai fazer sua mala. O Kenny passa aqui daqui uma hora e meia.
Eu: Fala sério agora, Justin.
Jus: Eu estou falando.  Vai se arrumar, já são 10hrs.
Eu: Justin, não é muito cedo pra eu conhecer sua mãe?
Jus:Não, acho que até já passou da hora.  Ela vai gostar de você e vice-versa.
Eu: Ok então.
                Tomei banho, me troquei, comi umas bolachas de café da manhã e fui arrumar as coisas.  Como voltaríamos no domingo fiz uma mala pequena e fui pra sala com Justin.
Eu: Onde é essa cidade que sua mãe está?
Jus: (Nome da cidade), não é tão longe, dá uma hora de avião.
Eu: Ah, e vamos ficar na casa de quem?
Jus: Da minha mãe mesmo, agora ela está mais sossegada, fica mais tempo lá do que aqui.
Eu:Entendo, e seu pai, continua aqui?
Jus: Sim, ele tem um apartamento aqui em Atlanta.
Eu: Como é a relação dele com sua mãe?
Jus: Bem, eles são amigos... – ele disse cabisbaixo.
Eu: Desculpe. Não devia ter perguntado isso, a separação não foi nada fácil pra você, não é?
Jus: É, não foi mesmo. Mas tudo bem. Eu me acostumei.
                A campainha toca.
Jus: Deve ser o Kenny, pega as malas.
                 Peguei umas três bolsas mais leves e abri a porta, Kenny pegou as que estavam comigo e com Justin. Descemos, fomos pro carro, e jogamos as coisas no porta-malas, me ajeitei no banco de trás com Bieber e durante o percurso pro aeroporto fomos rindo do Kenny tentando cantar os raps que tocavam no rádio.  Chegamos e ficamos dando umas voltas até 12hrs que sairia o avião e nos encontraríamos com Scoot, Dan e Ryan G. Deu 11:55, fomos checar o passaporte e deixar as bagagens onde deveriam ficar.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~> Está aí o capítulo tão esperado, não postei antes pois meu pai tava em casa e fica difícil passar pra cá. Espero que gostem. O que acharam do novo banner do blog? Eu amei, sério.  Bem, tem mais duas meninas aqui comigo, ok? A minha besta (tumblr – p-equenaheroina e twitter @iDemiOurAir) mas ela é só minha, tá gente? Tá u.u KKKKKKKKKKKKKKKKK, bem, ela vai começar a postar daqui uns dias mas não tenho certeza de quando. E tem a youbieber do tumblr também.  Enfim, continua com 4 comentários J


5 comentários:

  1. awwn *-* perfeito ammr,continua.. ficou lindo *-* gostei mtmtmt

    ResponderExcluir
  2. ebaaa, achei que tinha nos esquecido aqui ):

    quero mais e tals *o*

    ResponderExcluir
  3. continua ;) tá lindo o banner, amei amei

    ResponderExcluir
  4. não vai postar mais não?

    ResponderExcluir