segunda-feira, 2 de abril de 2012

Hate You - Capítulo 20.


Jaden:  A empregada disse que já desciam, demoraram uma hora e meia.
Bruna:  O que os dois estavam fazendo, hein ? Haha.
Eu:  Resolvendo ... umas coisas. Né, Justin ? – disse sem saber onde enfiar a cara.
Renan:  Ok, a gente finge que acredita. Mas enfim viemos pra uma festa do pijama.
Jus:  Podiam ter avisado antes, né pessoal ?
Ryan:  Foi mal cara, eu te perguntei e você disse que não tinha compromisso.
Jus:  Mesmo assim, mas ta ... Eae, então vamos fazer o que primeiro ? Gabriel, fiquei sabendo que tem talento pra cantar, tem um karaokê aqui.
      Decidimos quem ia ficar em cada um dos três quartos, e acabou que eu e Justin ficamos no dele mesmo.  Fomos pro karaokê e ficamos por um bom tempo zuando.  Bateu a fome, arrumamos uma fogueira improvisada no quintal, nos ajeitamos e comemos os marshmellows enquanto os meninos contavam bobagens.  Depois assistimos uns dois filmes na sala de TV.  Duas e meia da manhã resolvemos dançar, sim.  Colocamos o som no último e improvisamos as luzes.  Uma senhora vizinha veio reclamar do volume da música, ela foi embora e aumentamos, pra ajudar inventamos de beber Red Bull, Smirnoff e coisas do gênero.  Uma hora depois a moça voltou e ameaçou chamar a polícia. Lilian, a empregada, acabou com nosso barato e desligou tudo, mandou todos irem dormir.  Só me lembro de deitar ao lado de Justin e apagar. Acordo 11:00 com dor de cabeça e ressaca. Estava sozinha no quarto, faço minha higiene, me troco e desço pra sala.
Eu:  Bom dia meninos, bom dia amor – selinho.
Jus:  Bom dia.
      Fui pra cozinha onde estavam as meninas.
Eu:  Bom.
Todas:  Ooi.
Bruna:  Bia, seu irmão ta aqui, né ?
Eu:  Ahaam, como soube ?
Bruna:  Ontem nós passamos na sua casa, ele ta com visita lá.
Eu:  Visita ?
Cait:  É, uma tal de Thais.
Jas:  Vimos só de longe, mas pareceu a prima do Justin.
Eu:  Ah, vocês devem estar confundindo, só pode.
Sophie:  Era ela sim, eu nunca confundiria aquela vagabunda.
Bárbara: Ele disse que estavam ficando.
Eu:  Vocês tem certeza ?
Cait:  Absoluta.
Eu:  Com licença.
      Sai correndo pro quarto, Justin reparou e veio atrás. Peguei a mochila, entrei no meu carro e no caminho expliquei tudo à ele.  Cheguei em casa, joguei a bolsa no carpete da sala e corri pro quarto onde o Guilherme ficava.  Eles estavam abraçados enrolados num lençol.
Eu:  Fora daqui, OS DOIS, A-G-O-R-A ! Guilherme, primeiro você briga com o Justin e depois trás essa aí sem minha permissão ?  Desculpa, mas aqui você não fica mais, dane-se, vai procurar um hotel barato.  Os dois tem 5 minutos pra arrumar as tralhas e sair daqui.
      Não o deixei responder e fui pro meu quarto.  Durante 5 minutos Justin tentou me acalmar, tempo perdido.  Fui checar e eles não estavam mais lá, fomos pra sala.
Jus:  Vamos voltar pra casa ?
Eu:  Justin, eu não to muito bem, essa dor de cabeça dos infernos.  Se importa de ir sozinho ? Mais tarde quando eu melhorar te ligo e você me busca, pode ser ?
Jus:  Tudo bem.
      Tomei uma remédio pra dor e deitei no sofá.  Ok que ele estava errado, porém continuava sendo meu irmão. E sinceramente ? Não estava nem um pouco feliz de ter tido que fazer isso. A campainha toca, vou ver e era Chaz todo sorridente.
Chaz:  Ooooi.
Eu: Oi Chaz 0- forcei um sorriso.
Chaz:  Triste de novo ?
Eu:  Não é bem isso, entra.
      Fomos pra cozinha.
Eu:  Quer alguma coisa, refrigerante, suco, bolacha ...
Chaz:  Não, obrigado. Quero saber por que está assim
Eu:  Meu irmão veio pra cá e ele não se deu muito bem com Justin.  Dormi na casa dele ontem e descobri que Guilherme trouxe uma prima do Justin que vive dando em cima dele pra passar a noite aqui.
Chaz:  E de novo esse Justin.
      Olhei pra ele séria.
Chaz:  Desculpa, o que eu posso fazer ?
Eu:  Nada.
      Passamos a tarde vendo coisas curiosas na internet e assistindo TV. Depois fizemos um brigadeiro que ficou horrível, por incrível que pareça, eu esqueci dos problemas.
Chaz:  Já são 17:00, eu tenho que ir.
Eu:  Obrigada, você ajudou muito.
Chaz:  Sabe que sempre que precisar ...
      Ele foi aproximando seu rosto e segurou meu queixo com dois dedos impedindo que eu negasse o beijo.  Nossas bocas já estavam muito perto pra eu negar aquilo. Sua língua pediu passagem na minha e automaticamente dei.
Eu:  Chaz, não faz mais isso.
Chaz:  Desculpa.
Eu:  Tchau.
      Ele se foi e eu fiquei pensando no beijo.  Não como uma boa lembrança, mas com remorso.  O que Justin faria se descobrisse ? Eu não queria traí-lo, foi por total impulso.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~> Girls, mil perdões pela demora.  Vou viajar nesse feriado então não vai ter como postar, se não postar amanhã posto quarta, ok ? Comentem, por favor. É muito importante pra mim J

7 comentários:

  1. `TAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA PERFEITO. ó tenho isso a dizer.

    ResponderExcluir
  2. perfeito demais, continua !!1

    ResponderExcluir
  3. Que perfeeito *-* Continua s2

    ResponderExcluir
  4. vish vish vish vish... quero só ver no que vai dar essa hstoria do beijo, ai dels hsaishui maaais (:

    ResponderExcluir
  5. ai meu deus , que coisa perfeita.

    ResponderExcluir
  6. MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAISMAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAISMAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAISMAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAISMAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS s2

    ResponderExcluir
  7. Coontinuaa *-* perfeito;

    ResponderExcluir