quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Just a Dream - 31° capitulo

                                                             ★
No dia seguinte passei à tarde sozinha. Justin estava no estúdio, disse que seria apenas por hoje depois tiraria folga. Minha mãe tinha levado Amy para uma consulta médica e depois iria à casa dos meus avôs, que ficava a duas horas e meia de onde morávamos, com Amy e Peter. Aproveitei para levar meu carro para trocar algumas das peças que precisava, realmente ele estava precisando de uma ajuda. Depos passei em algum mercado para comprar coisas para Amy, que minha mãe havia pedido. Voltei para casa.

Eram 18:30, Justin já devia estar para chegar. Resolvi tomar um banho.
[...]
Ouvi barulho vindo da cozinha. Não era minha mãe, porque ela iria demorar a chegar. Então a única pessoa que pensei que poderia ser era o Justin. Sai do banheiro, coloquei minha roupa íntima, depois meu roupão.
_ Justin?! – perguntei indo até a escada.
Sem resposta.
Desci a escada e cheguei até a cozinha.
_ Josh?! – falei assustada.
_ Oi amor. – disse sorridente, enquanto mexia em alguns copos.
Amor?
Ele vestia uma camisa xadrez que estava aberta até a metade que caia por seus ombros, calça jeans rasgada, um all star e seu cabelo estava bagunçado, uma aparência nada legal. Seus olhos estavam escuros e opacos me encaravam de um modo que me assustava.
_ Como entrou aqui? – perguntei assustada, nunca pensei vê-lo ali – Achei que tinha voltado para New York.
_ Acho que alguém se esqueceu de fechar a porta. – balançou a cabeça negativamente – E você acha que iria desistir de você, de nós? – disse se aproximando de mim.
Maldita mania de esquecer de fechar a porta!
Dei um passo para trás e pigarreei.
_ Você andou bebendo? – falei, podia sentir o cheiro de álcool de longe.
_ Isso não importa. Só quero conversar. – falou me puxando até a mesa – Toma, bebe isso.
_ Por quê? – levantei a sobrancelha.
_ Podemos conversar ou não?
Revirei os olhos.
_ O que quer? – perguntei virando o copo na boca.
_ Você sabe... – disse fazendo o mesmo – Quero você de volta. Eu, você, juntos de novo.
_ Não sei de onde você tira essa cara de pau para vir aqui e me dizer isso de novo, você não cansa mesmo. – terminei de beber e fui para a sala.
Bufou.
_ Eu sei que você sente minha falta. – falou me seguindo com um olhar inespressivo e um sorriso debochado. Rolei os olhos.
_ E você sabe que um dia ou outro seu “namoradinho” vai te largar. Tem muitas garotas querendo ele, e... você ainda acha que ele não te trocaria? - deu risadas.
_ Não, ele nunca vai fazer isso. Confio nele. E sei que ele nunca vai me descepcionar, como você.
_ Ah para, Ashley. Deixa de se iludir caramba. – disse me pressionando na parede – Eu juro que nunca mais vou te deixar e nunca vou te trocar. – falou passando a mão em minha perna, depois me beijou.
_ Para Josh. – falei o empurrando pelo peitoral – Você não devia ter feito isso. Não vamos voltar nunca, eu amo o Justin, ele é minha vida. – falei aumentando o tom de voz - Entendeu?
_ Você está louca. – pegou meus braços com força – Você não pode continuar assim.
Senti minhas pernas ficarem fracas e minha visão embaçar. Depois senti tonteiras.
_ Você colocou alguma coisa naquela bebida, não foi? – falei com a voz fraca.
_ Acha que vim aqui sem más intenções? – disse, depois soltou uma gargalhada.
_ Idiota!
_ Ash? - disse alguém entrando pela porta semi fechada.
_ Justin? - olhei para a mesma direção de sua voz, mas não o via direito.
_ Droga, chegou quem não devia. – Josh disse ainda me segurando - Quem é vivo sempre aparece. - falou debochando.
_ Solta ela. – Justin disse vindo até nós – O que você está fazendo aqui?
_ Vim fazer sua namorada acordar e ver se ela te larga de vez. Cara, ela está cega, não consegue ver o quanto você é idiota. - Josh disse.
_ Você não cansa de atormentar a vida dela? – Justin disse empurrando-o para longe de mim - Já deveria ter se mancado que o único idiota aqui é você. Ela não te ama mais.
_ Não. Aliás, já estava na hora de acabar com você, não acha?
Dali a pouco não vi mais nada, apenas vi Josh batendo contra outra parede depois caindo no chão. Tudo se escureceu e eu cai sobre o chão.
[...]
“E uma forte tempestade pode cair na região leste da Califórnia nessa madrugada...”
Abri meus olhos ao ouvir a voz vindo da TV.
Senti um calafrio.
Estava na casa do Justin, num quarto escuro, deitada numa cama com muitos cobertores, um copo d’água e comprimidos no criado ao lado.
Sentei-me na cama e esfreguei os olhos. Me sentia quente. Passei a mão na cabeça, senti uma forte dor.
Ouvi o som do chuveiro sendo desligado e logo depois Justin saiu do banheiro.
_ Você está bem? – veio em minha direção, passando a mão em meu rosto e se ajoelhando na minha frente.
_ Mais ou menos. - meu corpo ainda estava frágil - O que aconteceu? – perguntei.
_ Você desmaiou.
_ E o Josh?
Revirou os olhos. Levantou-se e acendeu a luz.
_ Ah meu Deus. – levei a mão até a boca – Vocês brigaram?
_ Eu tive que fazer alguma coisa. – se sentou ao meu lado.
_ Já fez um curativo nesse corte? – falei passando a mão em seu rosto.
_ Já, ta tudo bem. Agora o que me preocupa é você. Você estava com febre. Ainda sente algo?
_ Sério? Apenas dor de cabeça. Nada demais...
_ O que ele fez com você? – perguntou entrelaçando nossos dedos.
_ Colocou alguma coisa na bebida, por isso estou assim. E veio com aquele papo todo de que temos que terminar, para eu poder voltar com ele. Ele não desisti de mim nunca, isso me irrita. – revirei os olhos – E... – bufei – Ele me beijou.
_ O que? Não acredito que ele fez isso.
_ Eu não tive culpa. Ele me pegou desprevenida. Por favor, você acredita em mim, não é?
Abaixou a cabeça depois me olhou.
_ É claro. Juro que posso fazer uma coisa pior quando eu ver ele. – falou mudando sua expressão.
_ Não Justin. Não vamos nos envolver com ele de novo, ta bem? Ele só quer atenção... Esperto que depois do que aconteceu hoje ele suma daqui de uma vez.
_ Tenho muito medo de te perder. – disse e seus olhos manejaram.
_ Nunca que isso irá acontecer... Não sou capaz de viver sem você. Nunca duvide disso, por favor.
_ Digo o mesmo para você. – sorriu fofo – Você é minha, minha vida.
_ Eu te amo. – sorri.
_ Eu te amo mais.
Lhe abracei, depois ele beijou. Passou a mão por minhas costas, tirando minha blusa. Se deitou na cama, me fazendo deitar em cima de seu corpo...




                            Continua...


Oi amores :3
O que acharam?
Wow, já são 31 capitulos :o Muito obrigada a acompanha sempre...
E peço desculpas pelo cap. anterior, desculpa se não agradei alguém...
Enfim... Partes hots no próximo capitulo :3
Comentem muito...
Bjs e até a próxima <3

14 comentários:

  1. Ela ta doente e eles vão transar? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ta muito bom, continua ((:

    ResponderExcluir
  2. Continuaaaaaa pleasse

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pra todas nós kkk para as que sempre acompanha e para a escritora, porque haja criatividade >.<

    ResponderExcluir
  4. AWWN ficou linds *o* o Jus a protegendo é tudo! haha continua! @GabrielaAraújo1

    ResponderExcluir
  5. Perfeiito, parabéns :) kkk tá igual seu tumblr D+ Responde?? -mysmileonyour (Não ando postando nada...)!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn, eu te agradeço muito amor, muito obg :3
      Espero que continue acompanhando []

      Excluir
  6. continueeee logoooo pleasse

    ResponderExcluir
  7. EIIITA e o Jerry entra em ação! kkkk :9

    ResponderExcluir
  8. Perfeito, muito boom (: @GabrielaAraújo1

    ResponderExcluir
  9. Oiee, flor, tem como divulgar minha página de FC?? Pooor favor?? Obrigada desde já. ;D

    http://www.facebook.com/pages/Blood-Swag/377363289009443

    ResponderExcluir
  10. UUUH que divo, continue pleasse ((: @MarinaRito

    ResponderExcluir
  11. Muito booom.. kkk e o Jerry entra em ação etaaaa @PaulaRafante

    ResponderExcluir
  12. Continueeeeeeeee, anciosaa para o próximo u.u

    ResponderExcluir
  13. Quero o cap 32 e já! kkkkk u.u

    ResponderExcluir