quinta-feira, 7 de junho de 2012

Just a Dream - 1° capitulo

Tédio, tédio, tédio... Eu já estava perdida em meus pensamentos, deitada na cama, escutando música no volume máximo e mexendo no meu notebook, era o que me acalmava.
Minha mãe tinha saído essa manhã para viajar a trabalho, como sempre. E como sempre, ela me disse para ir para casa dos meus avôs. Recusei, novamente... Que graça tem ficar o dia todo, olhando seus avôs assistindo TV? Isso não é legal. Consegui convencer ela a me deixar aqui em casa. Também, tenho 17 anos, sei me virar.
Fiquei sabendo, que hoje alguém se mudaria para a casa ao lado da minha. Casa não, uma mansão.
O dono do condomínio passou de casa em casa falando: “Sem tumulto, por favor...” “Tenho cara de que dou tumulto por alguém? Poupe-me, por favor.” – falei e revirei os olhos.
Bom, seja lá quem for não dou a mínima...
[...]
Acordei com barulhos na casa ao lado, por volta das 15hrs. Ok, eu durmo demais. Levantei-me da cama e fui a te a janela do meu quarto.
O movimento La fora era muito. Vi um carro se aproximar da casa e um garoto de touca e óculos escuros, saindo do mesmo. Ele seguiu rapidamente até dentro da casa.
Um coralde garotas gritava do outro lado da rua “Justin!“.
_ Pra que gritar tanto? – bufei
Então, Justin Bieber se mudaria para cá? Ok. Não mereço... É, eu não gosto dele.
Ele apareceu na varanda e acenou para aquelas garotas histérica.
_ Sem tumulto! – disse Mark, o homem que tomava conta do condomínio.
Desci até a cozinha, fiz um sanduíche, peguei meu notebook e fui para o meu quintal, pegar um ar.
Me sentei numa espreguiçadeira.
_ Depois... – era o tal do Justin - Vou jogar basquete.
É estava namorando aquela quadra de basquete a dias... Era perfeita! Sim, sou uma garota e gosto de jogar basquete, não vejo problema nisso.
_ Ei... – ele veio até a cerca que separavam as casa.
Olhei e desviei o olhar.
_ Oi. Estou falando com você... – ele insistia.
_ O que foi? – falei
_ Não vai gritar, pedir um autógrafo, foto, nada?
_ Não, Não uma de suas “fãs” histéricas. – sorri ironicamente.
_ Ok, tudo bem. Você é diferente, gostei de você.
_ Obrigada. – olhei para meu notebook.
_ Qual seu nome? – ele me perguntou.
_ Ashley Sparks.
_ Prazer. E...
_ Sim, eu sei seu nome. – forcei um sorriso.– Vou entrar. – disse e me levantei.
_ Ok, depois nos falamos. – ele sorriu.
Entrei em casa.
Bufei.
[...]
De noite, depois do banho, coloquei música alta, afinal, não tem graça ficar em casa, sozinha, a noite. Música é uma boa companhia...
Os vizinhos deviam me odiar. Dane-se!
_ Tem gente querendo descansar. – gritou alguém da janela que ficava de frente a minha.
Abri minha janela.
_ Pode Abaixar? _ Justin disse.
Não se estresse Ashley.
_ Não...


Continua.


Primeira vez que eu posto minha IB em um blog, espero que vcs gostem e comentem *-* 
Bjs s2

6 comentários:

  1. posta mais...gooostei (:

    ResponderExcluir
  2. ahahhah, "pode abaixar?" "não" xDDD
    continuuuuua

    ResponderExcluir
  3. *------* que perfeição anjo,continua..
    Divulgando aqui pra umas amigas *-*
    http://imaginebelieber123swag.blogspot.com.br

    ResponderExcluir